domingo, 27 de novembro de 2011

Eu amo as palavras, mas sou completamente apaixonada por atitudes.

Tem coisa mais doce que alguém te cativando o tempo todo? Ir minando aos poucos sua defesa própria. Tem coisa mais forte que alguém te invadindo aos poucos? Compartilhando até dos mais íntimos segredos (…)

terça-feira, 22 de novembro de 2011

“Você me ensinou muita coisa, a te respeitar, te admirar, te querer, só não me ensinou a te amar, isso aprendi sozinha. Sabe, quando estamos distantes, mesmo que por horas, sinto muita saudade… a vida fica surda sem você, porque o volume do mundo abaixa para ouvir meu grito interno. Às vezes sinto que você vai me querer pra sempre, e vai assumir tudo isso e ficar ao meu lado pra sempre. Porque eu ainda sou frágil, preciso de você, preciso que cuide de mim. Mas não quero sujar nosso amor com a minha mania de amar despedaçada e esfarelada, quero ficar toda inteira pra quando você me quiser.”

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

“E entre tudo que ele poderia ser pra mim, ele escolheu ser saudade.”

“Deixo-te livre para sentir minha falta, se é que faço falta. Tens meu número, na verdade, meu coração, então se sentir vontade de falar comigo, me procura você.”

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Essa pessoa é o seu amor da vida toda...

Um dia, quando você menos espera, aparece alguém na sua vida e tira tudo do lugar. Muda os seus hábitos, algumas opiniões, a sua cor preferida, os seus passeios de sexta, o seu programa de TV. Muda também o primeiro pensamento ao acordar, e os sonhos de todas as noites, faz você se superar a cada dia, e aprender a essência verdadeira do amor. Essa mesma pessoa faz o seu pesadelo de infância mudar, e o que era o bicho papão do armário agora é o medo de vê-lo partir algum dia. Essa pessoa também é a razão para você estar aqui. Ela faz você ter vontade de apresentá-lo a todos, ter vontade e coragem de mostrar suas manias, levá-lo aos seus lugares prediletos, faz crescer em ti algo muito belo e especial, algo que você jamais sentiu. Faz também você sonhar acordada durante a aula, durante a viagem do ônibus do curso até a sua casa, durante o banho. Faz você ficar suspirando de minuto em minuto, faz você sentir paz apenas ao olhar para ele. Essa pessoa pega seu mundo e vira do avesso, mas você não liga, apenas acha tudo muito lindo, como tudo o que ele faz. Faz também você pensar em futuro, em construir uma família. Faz você desejar sempre ser o seu melhor só para agradá-lo, fazer você querer em pleno sábado assistir um filme reprisado na TV, apenas porque a companhia ao seu lado será ele. Essa pessoa te faz crescer, te faz vibrar a cada sorriso, e sempre está ali para abraçar você caso haja quedas. Essa pessoa é seu porto seguro, aquele que você sempre esperou. Essa pessoa é o seu amor da vida toda..

sábado, 10 de setembro de 2011

"É tanta alegria, coração tão quentinho que, esqueci de todas as minhas precisanças. Não quero mais nada. Vou viver de Amor."

''Quando você encontrar a outra metade da sua alma, você vai entender porque todos os outros amores deixaram você ir. Quando você encontrar a pessoa que realmente merece o seu coração, você vai entender porque as coisas não funcionaram com todos os outros.''

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

E pra te falar ainda mais a verdade, eu acho mesmo que você foi o príncipe que eu esperei a vida inteira.


Eu me descubro ainda mais feliz a cada pedaço seu e de tudo o que é seu... Às vezes você é tão bobo, e me faz sentir tão boba, que eu tenho pena de como o mundo era bobo antes da gente se conhecer. Eu queria assinar um contrato com Deus: se eu nunca mais olhar para homem nenhum no mundo, será que ele deixa você ficar comigo pra sempre? Eu descobri que tentar não ser ingênua é a nossa maior ingenuidade, eu descobri que ser inteira não me dá medo porque ser inteira já é ser muito corajosa, eu descobri que vale a pena ficar três horas te olhando sentada num sofá mesmo que o dia esteja explodindo lá fora. E quando já não sei mais o que sentir por você, eu respiro fundo perto da sua nuca, e começo a querer coisas que eu nem sabia que existiam. Quando deitamos ali e seguramos um na mão do outro, eu senti um daqueles segundos de eternidade que tanto assustam o nosso coração acostumado com a fugacidade segura dos sentimentos superficiais. Eu olhei para você com aquela sua camisa que te deixa com tanta cara de homem e me senti tão ao lado de um homem, que eu tive vontade de ser a melhor mulher do mundo. E eu tive vontade de fazer ginástica, ler, ouvir todas as músicas legais do mundo, aprender a cozinhar, arrumar seu quarto, escrever um livro, ser mãe. E aí eu só olhei pra bem longe, muito além do Sol, e todo o meu passado se pôs junto com ele. E eu senti a alma clarear enquanto o dia escurecia. Eu preciso disfarçar que não paro mais de rir, mas aí olho pra você e você também está sempre rindo. Se isso não for o motivo para a gente nascer, já não entendo mais nada desse mundo. Engraçado como eu não sei dizer o que eu quero fazer porque nada me parece mais divertido do que simplesmente estar fazendo. Ainda que a gente não esteja fazendo nada. Eu, que sempre quis desfilar com a minha alegria para provar ao mundo que eu era feliz, só quero me esconder de tudo ao seu lado. Eu limpei minhas mensagens, eu deletei meus e-mails, eu matei meus recados, eu estrangulei minhas esperas, eu arregacei as minhas mangas e deixei morrer quem estava embaixo delas. Eu risquei de vez as opções do meu caderninho, eu espremi a água escura do meu coração e ele se inchou de ar limpo, como uma esponja. Uma esponja rosa porque você me transformou numa menina cor-de-rosa. Você me transformou no eufemismo de mim mesma, me fez sentir a menina com uma flor daquele poema. Você diz que me quer com todas as minhas vírgulas, eu te quero como meu ponto final.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Sugestões para atravessar agosto

Para atravessar agosto é preciso, antes de tudo, paciência e fé. Paciência para cruzar os dias sem se deixar esmagar por eles, mesmo que nada aconteça de mau; fé para estar seguro, o tempo todo, que chegará setembro – e também certa não-fé, para não ligar a mínima às negras lendas deste mês de cachorro louco. É preciso quem sabe ficar-se distraído, inconsciente de que é agosto, e só lembrar disso no momento de, por exemplo, assinar um cheque e precisar da data. Então dizer mentalmente ah! Escrever tanto de tanto de mil novecentos e tanto e ir em frente. Este é um ponto importante: ir, sobretudo, em frente.
Para atravessar agosto também é necessário reaprender a dormir, dormir muito, com gosto, sem comprimidos, de preferência também sem sonhos. São incontroláveis os sonhos de agosto: se bons, deixam a vontade impossível de morar neles, se maus, fica a suspeita de sinistros augúrios, premonições. Armazenar víveres, como às vésperas de um furacão anunciado, mas víveres espirituais, intelectuais, e sem muito critério de qualidade. Muitos vídeos de chanchadas da Atlântida a Bergman; muitos CDs, de Mozart a Sula Miranda; muitos livros, de Nietzche a Sidney Sheldon. Controle remoto na mão e dezenas de canais a cabo ajudam bem: qualquer problema, real ou não, dê um zap na telinha e filosoficamente considere, vagamente onipotente, que isso também passará. Zaps mentais, emocionais, psicológicos, não só eletrônicos, são fundamentais para atravessar agostos. Claro que falo em agostos burgueses, de médio ou alto poder aquisitivo. Não me critiquem por isso, angústias agostianas são mesmo coisa de gente assim, meio fresca que nem nós. Para quem toma trem de subúrbio às cinco da manhã todo dia, pouca diferença faz abril, dezembro ou, justamente, agosto. Angústia agostiana é coisa cultural, sim. E econômica. Mas pobres ou ricos, há conselhos – ou precauções-úteis a todos. O mais difícil: evitar a cara de Fernando Henrique Cardoso em foto ou vídeo, sobretudo se estiver se pavoneando com um daqueles chapéus de desfile a fantasia categoria originalidade…Esquecê-lo tão completamente quanto possível (santo ZAP): FHC agrava agosto, e isso é tão grave que vou mudar de assunto já.
Para atravessar agosto ter um amor seria importante, mas se você não conseguiu, se a vida não deu, ou ele partiu – sem o menor pudor, invente um. Pode ser Natália Lage, Antonio Banderas, Sharon Stone, Robocop, o carteiro, a caixa do banco, o seu dentista. Remoto ou acessível, que você possa pensar nesse amor nas noites de agosto, viajar por ilhas do Pacífico Sul, Grécia, Cancún ou Miami, ao gosto do freguês. Que se possa sonhar, isso é que conta, com mãos dadas, suspiros, juras, projetos, abraços no convés à lua cheia, brilhos na costa ao longe. E beijos, muitos. Bem molhados.
Não lembrar dos que se foram, não desejar o que não se tem e talvez nem se terá, não discutir, nem vingar-se, e temperar tudo isso com chás, de preferência ingleses, cristais de gengibre, gotas de codeína, se a barra pesar, vinhos, conhaques – tudo isso ajuda a atravessar agosto. Controlar o excesso de informações para que as desgraças sociais ou pessoais não dêem a impressão de serem maiores do que são. Esquecer o Zaire, a ex-Iugoslávia, passar por cima das páginas policiais. Aprender decoração, jardinagem, ikebana, a arte das bandejas de asas de borboletas – coisas assim são eficientíssimas, pouco me importa ser acusado de alienação. É isso mesmo, evasão, escapismos, explícitos.
Mas para atravessar agosto, pensei agora, é preciso principalmente não se deter de mais no tema. Mudar de assunto, digitar rápido o ponto final, sinto muito perdoe o mau jeito, assim, veja, bruto e seco.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Amigo é o que fica depois da ressaca. É glicose no sangue. A serenidade.

(F.Carpinejar)


"A vida te dá uma rasteira. Você cai, tropeça, o sonho borra a maquiagem, o coração se espalha. Voce sente dor, perde o rumo, perde o senso e promete: Paixão nunca mais. Você sente que nunca irá amar alguém de novo, que amor é conversa de botequim, ilusão de sentido, que só funciona direito pra fazer música, poesia e roteiro de cinema. E voce inventa. Um amor pra distrair. Um amor pra ins-pirar, um amor pra trans-pirar. Uma paixão aqui, um quase-amor ali. Ainda bem que existem os amigos, para amar, abraçar, sorrir, cantar, escrever em recibos e tirar fotos bonitas. E a vida segue. Sua imaginação te preenche, e seus amigos te dão colo, Vodka e dias incriveis!!!"

(Fernanda Mello)

sábado, 16 de julho de 2011

“Às vezes, quando ainda valia a pena, eu ficava horas pensando que podia voltar tudo a ser como antes.”

“E tinha vontade de voltar atrás, de ligar, de te dizer mil coisas, e cair em suas mãos, sem me importar com nada, simplesmente entregar-te meu coração.”

quarta-feira, 13 de julho de 2011

“Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz.”

“Sei que todos, algum dia, acordamos com a senhora desilusão sentada na beira da cama. Mas a gente vai à luta e inventa um novo sonho, uma esperança, mesmo recauchutada: vale tudo menos chorar tempo demais. Pois sempre há coisas boas para pensar. Algumas se realizam. Criança sabe disso.”

segunda-feira, 11 de julho de 2011

terça-feira, 5 de julho de 2011

Foda-se o que ela fez, ela é sua amiga não é? Então não a deixe.

“O motivo por que te perdôo é porque você não é perfeita. Você é imperfeita, igual a mim. Todos os seres humanos são imperfeitos, até mesmo o homem do lado de fora do meu apartamento que joga lixo na rua. Quando era jovem, eu queria ser outra pessoa, qualquer pessoa, menos eu. Dr. Bernard Hazelhof disse que se eu estivesse em uma ilha deserta, então eu teria que me acostumar comigo mesmo. Só eu, e os cocos. Ele disse que eu teria que aceitar os meus defeitos e tudo mais, e que nós não escolhemos nossos defeitos. Eles são uma parte de nós e temos de viver com eles. Podemos no entanto, escolher nossos amigos, e estou feliz por ter escolhido você.”

segunda-feira, 4 de julho de 2011

No começo doeu não sentir nada. Mas eu consegui. Eu não sinto nada.

Não é isso que todo mundo acha super divertido? Beber e fumar, e beber, e fazer sexo sem amor, e beber e fumar e dançar e chegar tarde e envelhecer e não sentir nada? Sabe Zé, no começo doeu não sentir nada. Mas eu consegui. Eu não sinto nada. 

quinta-feira, 9 de junho de 2011

O que tem de ser tem muita força!

 Ninguém precisa se assustar com a distância, os afastamentos que acontecem. Tudo volta! E voltam mais bonitas, mais maduras, voltam quando tem de voltar, voltam quando é pra ser. Acontece que entre o "ainda não é hora" e "nossa hora chegou", muita gente se perde. Não se perca, viu?

terça-feira, 7 de junho de 2011

“E como dois corpos não ocupam o mesmo lugar, você precisa sair de si pra que eu possa entrar.”

"Quero você aqui, no meio das minhas coisas, meus livros, discos, filmes, minhas ideias, manias, suspiros, recortes. Respirando o mesmo ar e todas coisas que alimentam àquela nossa, tua, minha inesgotável saudade. Entra, não pergunte se pode ficar. Vem e fica. Vai e volta."

segunda-feira, 6 de junho de 2011

“O amor invade pela boca enquanto a gente se olha e fica rindo.”

“É cedo pra dizer, ou tarde demais pra fugir. Talvez você seja um cachorro-cínico-egoísta apenas sendo gentil-romântico-atencioso só pra me enganar na sua cama. Mas se não for você, será outro qualquer. Melhor que seja você.”

domingo, 5 de junho de 2011

“Ok, não vou mentir, tenho sentimentos de estimação por você. Mas estou deixando de alimentá-los. Um dia eles morrem.”

“Mas agora tá tudo bem. Aprendi que quanto mais superficialmente você costura uma relação, menos chance há de se afogar. Navegar é preciso, o negócio é não faltar nas aulas sobre como boiar em águas nem doces nem salgadas. Hoje posso dizer convicta que prefiro o clarão das aparências que a penumbra de mergulhar fundo, sem saber como respirar abaixo do chão. Agora, como boa marinheira de incontáveis viagens, finalmente sei como desatar nós.”

sexta-feira, 27 de maio de 2011

"Sobretudo, não se angustie procurando-o: ele vem até você, quando você e ele estiverem prontos."

"Eu acredito. Acredito no tempo. O tempo é nosso amigo, nosso aliado, não o inimigo que traz as rugas e a morte. O tempo é que mostra o que realmente valeu a pena, o tempo nos ensina a esperar, o tempo apaga o efêmero e acaba com a dúvida."

segunda-feira, 16 de maio de 2011

É foda depois de ter trancado o coração a sete chaves, vim alguém e destrancar ele com apenas um sorriso.

"Ele não era um menino comum, isso eu soube desde que o vi. Ainda que andasse vestido da mesma maneira que os outros, tivesse as mesmas conversas e as mesmas brincadeiras, eu sempre pressenti nele aquele sangue que não corria nos outros (...) Foi quando eu senti, mais uma vez, que amar não tem remédio."

terça-feira, 3 de maio de 2011

“Como um boomerang tudo vai voltar, e a ferida que você me fez é em você que vai sangrar.”

“Dane-se, tomara que você quebre a cara e venha tentar qualquer tipo de aproximação sobre mim. Aí sim, eu vou ser do mau.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

“Tem gente que está do mesmo lado que você mas deveria estar do lado de lá."

Em outros tempos diria “Tomei raiva de você”. Mas nem foi raiva, vejo isso agora. É só tristeza mesmo. “Tomei tristeza de você”

domingo, 1 de maio de 2011

“Depois de tantas pessoas certas que apareceram na hora errada veio ele, a pessoa errada na hora certa.”

[…] E ele, por onde anda? - Pelas ruas de um Porto (…) Amando mulheres, garotas, meninas… Amando todas, menos à mim.
E pra não pensar na falta, eu me encho de coisas por aí. Me encho de amigos, bares, livros, músicas...

sábado, 30 de abril de 2011

Sabe aquela mulher super equilibrada ?

Que nunca te cobra nada ? Super segura, nada ciumenta e calma ?
Então, ela tem outro. Certeza .

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Quem tem um amor sabe que eles costumam custar muito caro.

Desde quando escolhemos quem amar?! Amar é muito disso: escolher a pessoa errada e fazer o possível e o impossível para torná-la a pessoa certa!

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível.

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não tem a
menor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não consegue despachá-lo.

terça-feira, 19 de abril de 2011

domingo, 17 de abril de 2011

“...e mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz.”

Tem horas que eu me perco sem você aqui, ai eu lembro: Ta tão longe de mim. E ai meu coração grita: Mas tá aqui dentro.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

terça-feira, 12 de abril de 2011

domingo, 10 de abril de 2011

Meu coração se transforma a cada experiência. Mas ainda palpita, sobressalta e se assusta. Ainda é vulnerável como quando eu tinha dez anos.

Sempre te amei, na verdade acho que me acomodei em te amar,sabe quando a gente faz de tudo, põe defeitos nas novas pessoas que estão aparecendo só para o amor que sentimos não sumir? Pois é, eu colocava defeito em todas, não queria deixar de te amar, mas ai apareceu uma pessoa que me tocou profundamente, e eu senti medo – o que sentia por ti já estava se modificando, sumindo – e percebi que só deixamos de amar uma pessoa quando somos tocados profundamente por outra.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Amor é quando você tem várias opções mas sempre escolhe apenas uma.

Menina: Mamãe, eu sei o que é amor.
Mãe: É?
Menina: Aham, meu amiguinho me mostrou hoje, ele tinha várias meninas pra escolher para entrar no grupo dele do trabalhinho, mas me escolheu.
Mãe: E o que isso tem a ver, filha?
Menina: Amor é quando você tem várias opções mas sempre escolhe apenas uma.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

"As pessoas pensam que podem entrar e sair da minha vida quando querem. Mas têm a surpresa quando encontram a porta fechada"


- Então não o ama mais?
- Amo, só guardei isso num cofre. E tranquei. E esqueci a senha. Não porque quis,  foi preciso.

domingo, 3 de abril de 2011

To exausta de construir e demolir fantasias.

Nao quero me encantar com ninguem. Nao é questao de querer, e sim de conseguir. Mas tambem nao quero. É, nao quero. To exausta de construir e demolir fantasias. Ja apareceram tantas oportunidades de construir um novo castelo, mas recusei, sempre recuso. Castelos com 'principes' que madavam rosas vermelhas pro meu trabalho. Outros que faziam declarações, sobre mim, para amigos. Coisa que voce, talvez, nunca tenha feito. Embora nao tenha feito, existe uma musica que diz: Depois de voce, os outros sao os outros, e só. E só...

sábado, 2 de abril de 2011

“Você sempre viveu sem ele, e continuará vivendo. Me poupe do drama.”


“Aliás, o melhor jeito, em relação a qualquer coisa, é sofrer o mínimo possível.”

quinta-feira, 31 de março de 2011

“Não devemos nos perder, somos tão poucos, meu amigo. Cuide bem de você, não sofra sem necessidade.”

As coisas tem que passar, os dias têm que mudar, os ares têm de ser novos e a vida continua, com ou sem qualquer um.”

quarta-feira, 30 de março de 2011

 
♪♫ Tô fumando o cigarro da saudade
E a fumaça escrevendo o nome dele!
♪♫

segunda-feira, 28 de março de 2011

Por favor, não desista de mim.

Eu não vou desistir de você, mesmo que o mundo me implore por isso.

Amor é quando você tem todos os motivos para desistir de alguém, e não desiste.

domingo, 27 de março de 2011

Estrago a pessoa amada em sete dias.

sábado, 26 de março de 2011

É triste saber que falta alguma coisa e saber que não dá pra comprar, substituir, esquecer,implorar.

“Mas não dá pra ligar pro desgraçado e dizer: ei, tô sofrendo aqui, vamos parar com essa estupidez de não me amar e vir logo resolver meu problema?
Mas amor, minha querida, não se pede, dá raiva, eu sei.

quarta-feira, 23 de março de 2011

"Que dê muito certo ou errado. Não importa. Eu nasci para ser corajosa"

”Andei amando loucamente, como há muito tempo não acontecia. De repente a coisa começou a desacontecer. Bebi, chorei, ouvi Maria Bethânia, fumei demais, tive insônia e excesso de sono, falta de apetite e apetite em excesso, vaguei pelas madrugadas, escrevi poemas. Agora está passando: um band-aid no coração, um sorriso nos lábios – e tudo bem. Ou: que se há de fazer.

terça-feira, 22 de março de 2011

"Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal."

' Digo que perdôo, ofereço cafezinho, lembro dos bons momentos, digo que os ruins ficaram no passado, que já não lembro de nada, pessoas maduras sabem que toda mágoa é peso morto. '

segunda-feira, 21 de março de 2011

E você não sabe como vale a pena gostar de alguém e acordar na casa dessa pessoa.

"Eu vou inventar uma madrugada eterna pra quando você tiver que ir embora no dia seguinte. E você vai inventar um domingo que vai durar pra sempre porque tenho preguiça das segundas-feiras..."

domingo, 20 de março de 2011

O coração da gente fica mais quentinho e a gente gosta mais das pessoas. A coisa que uma pessoa mais precisa na vida é gostar das outras pessoas e ser gostada, também."

"Se tu vens, por exemplo, às 4 da tarde, desde as 3 eu começarei a ser feliz.
Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz.
Às 4 horas, então, estarei inquieto e agitado: descobrirei o preço da felicidade!
Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração."

quinta-feira, 17 de março de 2011

Desculpa Japão, mas a culpa é dessa equipe!

"Eu nunca cometo pequenos erros enquanto eu posso causar terremoto…" 

Cabando com tuuuuudo e mais um pouco! =)  

quarta-feira, 16 de março de 2011

Ele é diferente de tudo o que é errado em seu mundo e em outros mundos.

Você diria que ele salvou sua vida se não soasse tão dramático. Ele não faz planos ou promessas, só surpresas, te ensinou a gostar de surpresas. Ele é diferente. Ele não é só um cara.
Ele te ouve como se te entendesse, fala como quem soubesse o que dizer e não diz nada muitas vezes, porque ele entende os silêncios. Ele existe. Você sabe que seriam bons amigos, bons parceiros, bons inimigos, mas você prefere ser a garota dele.
E sabe que serão importantes na história um do outro para sempre, independentemente de tudo que estiver pra acontecer. Porque ele não é só um cara. Você não quer mais só um cara. E ele é tudo que você quer hoje.

terça-feira, 15 de março de 2011

"Não havíamos marcado hora, não havíamos marcado lugar. E, na infinita possibilidade de lugares, na infinita possibilidade de tempos, nossos tempos e nossos lugares coincidiram. E deu-se o encontro"

“O que tenho, nesse instante, é um sabor inédito de beijo, um novo número de celular para adicionar na minha agenda, uma cor de olhos que não sei definir com precisão, um corpo que se encaixa no meu e uma conversa que me mantém fascinada.”

segunda-feira, 14 de março de 2011

"Fazia tempo que alguém não ficava tão calado enquanto eu apenas existo, fazia tempo que alguém não ficava tão perdido só porque me encontrou."

(...) Eu nunca mais quero ouvir que você só tem olhos pra mim, ok? E nem o quanto você é bom filho. Muito menos o quanto você ama crianças. E trate de parar com essa mania horrível de largar seus amigos quando eu ligo. Colabora, pô. Tá tão fácil me ganhar, basta fazer tudo pra me perder.
E lá vem ele dizer que meu cabelo sujo tem cheiro bom. E que já que eu não liguei e não atendi, ele foi dormir. E que segurar minha mão já basta. E que ele quer conhecer minha mãe. E que viajar sem mim é um final de semana nulo. E que tudo bem se eu só quiser ficar lendo e não abrir a boca.
Com tanto potencial pra acabar com a minha vida, sabe o que ele quer? Me fazer feliz. Olha que desgraça. O moço quer me fazer feliz. E acabar com a maravilhosa sensação de ser miserável. E tirar de mim a única coisa que sei fazer direito nessa vida que é sofrer. Anos de aprimoramento e ele quer mudar todo o esquema. O moço quer me fazer feliz. Veja se pode.
Não dá, assim não dá. Deveria ter cadeia pra esse tipo de elemento daninho. Pior é que vicia. Não é que acordei me achando hoje? Agora neguinho me trata mal e eu não deixo. Agora neguinho quer me judiar e eu mando pastar. Dei de achar que mereço ser amada. Veja se pode. Anos nos servindo de capacho, feliz da vida, e aí chega um desavisado com a coxa mais incrível do país e muda tudo. Até assoviando eu tô agora. Que desgraça.
Ontem quase, quase, quase ele me tratou mal. Foi por muito pouco. Eu senti que a coisa tava vindo. Cruzei os dedos. Cheguei a implorar ao acaso. Vai, meu filho. Só um pouquinho. Me xinga, vai. Me dá uma apertada mais forte no braço. Fala de outra mulher. Atende algum amigo retardado bem na hora que eu tava falando dos meus medos. Manda eu calar a boca. Sei lá. Faz alguma coisa homem!
E era piada. Era piadinha. Ele fez que tava bravo. E acabou. Já veio com o papo chato de que me ama e começou a melação de novo. Eita homem pra me beijar. Coisa chata.
Minha mãe deveria me prender em casa, me proteger, sei lá. Onde já se viu andar com um homem desses. O homem me busca todas as vezes, me espera na porta, abre a porta do carro. Isso quando não me suspende no ar e fala 456 elogios em menos de cinco segundos. Pra piorar, ele ainda tem o pior dos defeitos da humanidade: ele esqueceu a ex namorada. Depois de trinta anos me relacionando só com homens obcecados por amores antigos, agora me aparece um obcecado por mim que nem lembra direito o nome da ex. Fala se tão de sacanagem comigo ou não? Como é que eu vou sofrer numa situação dessas? Como? Me diz?
Durmo que é uma maravilha. A pele está incrível. A fome voltou. A vida tá de uma chatice ímpar. Alguém pode, por favor, me ajudar? Existe terapia pra tentar ser infeliz? Outro dia até me belisquei pra sofrer um pouquinho. Mas o desgraçado correu pra assoprar e dar beijinho.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Amar seus defeitos é minha virtude ♪♫

"Para muitas pessoas, os defeitos são coisas que devem mudar, para mim, são razões para amar alguém."

quinta-feira, 10 de março de 2011

Todas nós somos, já fomos ou iremos ser, um pouco MARIA.

Não gosto de quem posa de inteligente, culto e letrado. Mesmo porque por mais inteligente, culto e letrado que você seja, cá pra nós, tenho certeza que vez ou outra passa os olhos na Contigo. Ou em qualquer site fofoqueiro. Ou na coluna social. Ou no Faustão. Ou no Big Brother. Além disso, não acho que assistir baboseiras seja atestado de inteligência e/ou esperteza. Eu, por exemplo, vejo o Big Brother pra rir. Leio livros que os mais intelectualizados (?) condenam para relaxar, me divertir, esquecer um pouco as asperezas da vida. A verdade é que tem muita gente fazendo pose por aí, mas lá no fundo adora ouvir uma música brega. Mas esse já é outro assunto. Hoje eu quero falar da Maria.
Sabe a Maria do Big Brother? A Maria, aquela que teve um rápido affair com o nada-bonito-Maurício. Maria, aquela que depois que o nada-bonito saiu da casa arrastou asa para o Wesley. Maria, que depois que o Maurício voltou pra casa se arrependeu. Maria, aquela que bebe e mostra a bunda na televisão. Maria, aquela que diz Maurício-gosto-de-você baixinho no ouvido. Maria, aquela que perde o foco, a noção, o norte, o jeito, o gesto. Maria, aquela que esquece a dignidade no fundo do copo. Maria, aquela que ataca o cara, chora pelo cara, quer de todo o jeito beijar o cara, é louca pelo cara, tarada, maníaca, doente. Pois bem, essa é Maria. Maria, que já foi uma das Felinas. Maria que, diz a lenda, já fez uns bicos na profissão mais antiga do mundo. 
Não me importo com o passado da Maria. E eu digo: gosto da Maria, pois o que importa é o que a Maria representa, o que a Maria é, o que a Maria nos faz ver. Eu me enxergo na Maria. Eu enxergo muitas mulheres na Maria. E eu repito Maria-Maria-Maria. A Maria representa nossas lágrimas, nosso rímel borrado, nossos porres, nossas ligações na madrugada, nossos fiascos, nossas insanidades. A Maria representa aquela mulher que já perdeu a cabeça e o juízo por causa de um homem. A Maria é aquele comportamento que você teve sábado passado quando, bêbada e ofendida, mandou 34 mensagens para o celular do ex-namorado. A Maria sou eu há 5 anos atrás, que corria atrás de um cara que me fazia de gato e sapato.  
Maria é aquela moça que insiste em manter uma relação com um cara que tem namorada. Maria é aquela que gosta, tem uma inocência no peito, uma ilusão na boca, uma incoerência no olhar. Maria é aquela que acredita em palavras, se apega e quer ir até o fim. Maria é aquela que acha que o passado dita a moda do presente. Maria é aquela que não pensa antes de falar - e age como dá na telha. Maria é impulsividade, calor, vontade. Maria é a falta de vergonha em se expor.

A Maria, minha amiga, é a inimiga íntima de toda mulher.


(Clarissa Corrêa - Meu lado Maria)

quarta-feira, 9 de março de 2011

Para todas as minhas dúvidas, inconstâncias e chatices, eu sei que é daquele sorriso que minha alma precisava.

Minha vontade agora é sumir. Chamar você. Me esconder. Ir até a sua casa e te beijar e dizer que te amo e que você é importante demais na minha vida para eu te abandonar. Sacudir você e dizer que você é um otário porque está me perdendo dessa maneira. Minha vontade é esquecer você. Apagar você da minha vida. Lembrar de você a cada manhã. Pensar em você para dormir melhor. Então eu percebo: IT’S ME, e minhas vontades são bipolares demais. Só o que não é bipolar demais é a minha ganância por te ter. Sim, eu escolheria você. Se me dessem um último pedido, eu escolheria você. Se a vida acabasse hoje ou daqui mil anos, eu escolheria você.